Exposição fotográfica explora relação entre água e terra

Leonardo Kossoy, que mostra a Grécia, opera com a ideia de viagem

De um lado, imagens do rio, do mar, oceano, chuva, piscina ou de poças. Do outro, a praia, o muro, a ilha, a ponte, a represa, a piscina ou a calçada. Os limites onde as águas encontram as terras inspiraram grupo de fotógrafos, formado pela americana Carol Armstrong e pelos brasileiros Fernando Azevedo e Leonardo Kossoy a tentar traduzir o tema por meio de imagens e conceitos. O resultado do processo pode ser conferido a partir de amanhã, no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia, em Belo Horizonte.

Cada uma das 53 imagens reflete sobre os nexos e as relações existentes entre os dois elementos da natureza – água e terra –, em diálogo com questões da teoria da cultura. O projeto, com curadoria de Paulo Herkenhoff, que terá encontro com o público no domingo, às 19h, no local, começou em 2007. Naquela época, os três fotógrafos se reuniram em Nova York, nos Estados Unidos, para discutir a realização de uma exposição que também se desdobrasse na discussão das relações entre imagem e teoria da cultura. Do debate nasceu o projeto, já apresentado no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Carol Armstrong trabalha a água e  referências literárias

Carol Armstrong trabalha a água e referências literárias

Herkenhoff, por razões diferentes, conhecia o trabalho deles quando foi convidado a realizar a curadoria da exposição e, no processo de seleção das imagens, observou como a temática da água aparecia com freqüência. “Carol trabalhava a água como simbologia das mecânicas dos fluidos aliada a referências literárias. Já Leonardo opera com a ideia de viagem. Suas fotos trazem várias referências à água e a quadros famosos. Por fim, Fernando consegue circular do sublime ao abjeto, com as imagens inspiradas na temática.” Em comum os três têm ainda importante base teórica. “A fotografia deles não é apenas um clique. Acaba sendo um modo de pensar”, conclui.

ONDE A ÁGUA ENCONTRA A TERRA
Abertura sábado, no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia, Av. Afonso Pena, 737, Centro. Até 27 de junho, de terça a domingo, das 12h às 19h e, quinta-feira, das 12h às 21h. Informações: (31) 3236-7400 ou www.fcs.mg.gov.br.

Fonte: Divirta-se
Sérgio Rodrigo Reis – EM Cultura